#3

Há dois estilhaços nos ramos da árvore mais alta da floresta.
O sol atingiu a sua máxima temperatura neste exato momento e os
animais recolhem à sombra fresca perto das rochas, perto do ribeiro.
Aqui há um segredo milenar. Só as plantas, com as suas flores abertas à vida,
o sabem. Os mais atentos sentirão a ressonância vibratória do
fundo da terra na palma dos pés. Os distraídos põem-se a caçar escaravelhos e a
atirar as beatas dos cigarros ao chão – dizem que elas são biodegradáveis.
Eu caminhei pelo trilho uma vez apenas, com a cabeça voltada para baixo:
notei como as fibras dos músculos se desfizeram em vento e a
um milímetro do abismo, com os pés trémulos, pensei em ti.
Uma saudade no centro do peito, vinda do fundo, derramou a
negritude velada da minha noite que olhas de cima a toda a extensão,
que amparas em baixo com as tuas mãos oceânicas, maternais,
maternas, mater, mate, mat, ma, m, ___.

Correspondência para Inês Sampaio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.